Última hora

Em leitura:

Putin viaja à Grécia para desafiar sanções europeias

mundo

Putin viaja à Grécia para desafiar sanções europeias

Publicidade

Vladimir Putin prossegue a campanha para tentar levantar as sanções europeias à Rússia, com a primeira visita em dez anos à Grécia.

O presidente russo assinou esta sexta-feira vários acordos de cooperação económica com Atenas, apesar das sanções em vigor.

A semanas da UE decidir o futuro das restrições a Moscovo, Putin reafirmou que não vai voltar atrás na questão da anexação da Crimeia, condenada por Bruxelas.

“A questão da Crimeia está encerrada. Foi uma decisão histórica da população que vive na Crimeia. A Rússia não vai discutir esta questão com ninguém”, sublinhou Putin.

Apresentando-se como uma “ponte” entre Ocidente e Oriente, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, juntou-se às vozes da Itália e da Hungria, que, dentro da UE, defendem o levantamento das sanções a Moscovo.

O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier, tinha admitido ontem a possibilidade de um levantamento gradual das sanções até ao final de Junho.

Os acordos assinados na sexta-feira entre Putin e Tsipras visam áreas como o turismo, ensino universitário, agricultura, energias renováveis e exportações de petróleo.

Vladimir Putin mostrou-se igualmente interessado em concorrer à privatização da linha de caminho de ferro grega e do porto de Salónica, apesar das reticências de Bruxelas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte