Última hora

Em leitura:

Terceiro dia de violência no Euro 2016

mundo

Terceiro dia de violência no Euro 2016

Publicidade

É o terceiro dia de confrontos em Marselha, naquilo a que um diário desportivo francês chama já um Euro 2016 ganho pelo medo.

A polícia anti-motim reagiu a uma série de desacatos protagonizados por adeptos na zona do Porto Velho de Marselha, acabando numa carga policial com gás lacrimogéneo e bombas de fumo. Mesmo após a dispersão do gás e do fumo os adeptos ripostaram atirando garrafas ao corpo policial.

Confrontos violentos também se deram no estádio Velodrome, quando adeptos russos invadiram uma secção de apoiantes ingleses depois do jogo em que as equipas russa e inglesa empataram. Antes da partida, a violência também esteve nas ruas.

O balanço até ao momento é de 35 pessoas feridas, das quais 3 em condições críticas e um cidadão britânico de 51 anos em estado muito grave.

A polícia deteve dezenas de pessoas.

Também foram registados incidentes violentos em Niza, entre adeptos franceses e da Irlanda do Norte, com sete pessoas feridas e mais de duas dezenas detidas.

A UEFA condenou o comportamento dos adeptos, mas declarou não poder punir as equipas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte