Última hora

Em leitura:

Euro 2016: Portugal estreia com empate

the corner

Euro 2016: Portugal estreia com empate

Publicidade

Deceção lusa e surpresa húngara

Esta terça-feira entrou em competição o último grupo do Euro 2016. No primeiro jogo da jornada encontraram-se em campo a Áustria e a Hungria, duas nações com laços históricos. Portugal e a Islândia foram os protagonistas do segundo confronto do dia.

Áustria-Hungria

A Hungria derrotou terça-feira a Áustria, em Bordéus, por 2-0, no primeiro jogo do Grupo F do Euro 2016.

O primeiro golo foi de Adam Szalai, aos 62 minutos de jogo. O avançado que não marcava pela selecção húngara desde 2014, rematou diante do guarda-redes Robert Almer, já em queda, metendo a bola no fundo da baliza.

A Áustria tentou reagir mas já não conseguiu recuperar, diminuida com a expulsão de Dragovic.

Aos 87, Zoltán Stieber isolou-se em contra-ataque e, frente a Almer, picou a bola sobre o guarda-redes para selar as contas com um segundo golo.

A Áustria era favorita, jogava teoricamente o jogo mais fácil, mas a Hungria surpreendeu em grande.

As duas seleções não se defrontavam há cerca de dez anos. Em agosto de 2006, a Hungria venceu em casa da Áustria por 1-2. Encontraram-se 135 vezes, com 64 vitórias para os húngaros e 41 triunfos para os austríacos.

Portugal – Islândia

Esta terça-feira foi dia de grande desilusão para Portugal no arranque do Europeu. A seleção lusa empatou 1-1 com a Islândia, em Saint Étienne.

Nani inaugurou o marcador ao minuto 31 do jogo, um golo conseguido graças a um excelente trabalho coordenado com André Gomes e Vieirinha.

Os vikings não desistiram e vinte minutos Bjarnason despistou a defesa portuguesa e empatou para a Islândia. Gudmundsson, com o pé de dentro cruzou da direita, com a defesa portuguesa mal posicionada, Vieirinha falhou, e Bjarnason aproveitou para rematar com precisão.

Melhores jogadores e guarda-redes

Chegou ao fim a primeira rodada do Campeonato da Europa. Embora algumas das seleções não tenham ainda mostrado os seus melhores valores, há jogadores e guarda-redes que já se destacam pelo seu desempenho e merecem uma atenção especial.

Dimitri Payet

Dimitri Payet conquistou um lugar entre os melhores goleadores do Euro 2016. Aos 89 minutos do jogo de estreia da França e da Roménia, em Saint-Denis, o médio nascido na ilha Reunião fez o 2-0 com um remate forte e colocado, com o pé esquerdo, de fora da área, metendo a bola no ângulo superior direito da baliza da Roménia. Um toque de génio que salvou a selecção francesa no jogo inaugural.

Luka Modric

O golo de Luka Modric no Parque dos Princípes, em Paris, foi digno de Zlatan Ibrahimovic. O camisola 10 da Croácia foi a estrela da partida contra a Turquia, conseguindo o golo épico que permitiu os primeiros três pontos croatas em França, na primeira rodada do grupo D.

Andrés Iniesta

No jogo de segunda-feira, frente à República Checa, no Grupo D, Andrés Iniesta demonstrou que não havia vazio de liderança na equipa espanhola.
O médio espanhol de 32 anos entrou para uma elite restrita de jogadores com assistências em três Europeus. Obrigou os adversários checos a deslocações constantes. Com o mágico Iniesta todos os passes são oportunos.

Manuel Neuer

No encontro contra a Ucrânia, Manuel Neuer funcionou como uma muralha. O guarda-redes do Bayern de Munich travou por três vezes sérias ameaças de golo. Merecidamente eleito pela liga alemã o homem do jogo, trabalhou por toda a defesa germânica.

David de Gea

Abalado pelas suspeitas de envolvimento numa rede de abuso de menores, o espanhol David de Gea chegou ao torneio continental com esperanças renovadas e apostado em voltar às conquistas na última competição sob o comando de Vicente del Bosque. Com um desempenho excelente, De Gea evitou o empate da República Checa no último minuto da partida.

Decepções

Bélgica

O buldozer italiano deixou a Bélgica de rastos. Marc Wilmots não escondeu a decepção com a derrota. O técnico, agora, terá agora de elevar a moral da equipa para as duas próximas rodadas.

Inglaterra

Considerada uma das favoritas ao título do torneio, a Inglaterra decepcionou na estreia do Campeonato europeu. A seleção britânica não conseguiu evitar o empate da Rússia nos instantes finais de uma partida duramte a qual faltou uma estratégia clara.

O programa de quarta-feira

Após a vitória da França no primeiro jogo, os homens de Didier Deschamps estão de volta esta quarta-feira contra a Albânia. Para os adeptos russos que causaram tumultos em Marselha, é dia de provar um bom comportamento no jogo contra a Eslováquia, se não querem ser enviados para casa. Vamos ver o que nos espera esta quarta-feira.

Rússia-Eslováquia

Depois de enfrentar a Inglaterra na primeira partida, a Rússia irá encontrar a Eslováquia na quarta-feira, em Lille. A Eslováquia é um adversário difícil que sabe como enganar os adversários. O equilíbrio entre russos e eslovacos é ligeiramente a favor dos primeiros. Na realidade, a diferença é cerrada, como cada um dos jogos entre estas duas equipas. A Rússia lidera por três vitórias a duas, com três empates. Mas acima de tudo, durante esses oito jogos, todos disputados entre 1994 e 2014, o vencedor nunca ganhou por mais de um golo. Quatro jogos e mais de dez anos durante os quais não vimos mais de um golo nesses duelos.

Roménia-Suíça

No Grupo A do Euro 2016, romenos e suíços vão enfrentar-se no Parc des Princes, em Paris. O balanço dos confrontos entre as duas equipas é equilibrado, mas o último encontro foi na Copa do Mundo de 1994. A Suíça tinha vencido por 4-1 e assumiu a liderança por 5 vitórias a 4 (para dois jogos nulos). A seleção helvética começou o ano com duas derrotas em jogos amistosos (1-0 na Irlanda e 0-2 contra a Bósnia), enquanto os romenos parecem em forma, com uma vitória contra a Lituânia (1-0) e nenhum golo sofrido na partida contra a Espanha (0-0). Em caso de vitória, a Suíça poderia garantir lugar nas oitavas de final, mas para isso teria a Albânia de perder contra a França.

França-Albânia

A França vai fechar o dia, contra a Albânia, no Stade Velodrome, em Marselha. A partida será dirigida pelo árbitro escocês William Collum. Depois de duas vitórias consecutivas contra os Camarões (3-2) e a Escócia (3-0) durante os jogos de preparação, os homens de Didier Deschamps ganharam o primeiro jogo do Euro contra a Roménia (2-1). Para confirmar a senda triunfal, a seleção francesa vai ter de se desfazer da Albânia. Com Lorik Cana suspenso, os gauleses têm a peito vencer este encontro para não cair no esquecimento. Depois da derrota contra a Suíça (1-0), os homens Giani De Biasi esperam criar a primeira surpresa deste Campeonato.

O dia em fotos

Euro 2016 day 5

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte