Última hora

Em leitura:

Euro 2016: Ricardo Quaresma coloca Portugal nos "quartos", segue-se a Polónia

the corner

Euro 2016: Ricardo Quaresma coloca Portugal nos "quartos", segue-se a Polónia

Publicidade
  • Croácia 0-1 Portugal (após prolongamento)
  • Golo de Ricardo Quaresma coloca Portugal nos quartos-de-final
  • País de Gales 1-0 Irlanda do Norte
  • Suíça 1-1 Polónia (4-5 após penáltis)


Mesmo sem brilhar, Portugal continua a sonhar

Portugal garantiu um lugar nos quartos-de-final do Euro 2016 com uma vitória sofrida frente à Croácia. O jogo esteve longe de ser interessante, foi até o primeiro sem remates à baliza nos primeiros 90 minutos na história da competição. Ricardo Quaresma acabou por fazer a diferença a três minutos do fim do prolongamento ao aproveitar uma defesa incompleta de Subašić para cabecear para o fundo das redes.

Fernando Santos voltou a mexer na equipa e mudou quatro jogadores relativamente ao encontro com a Hungria mas ainda não foi desta que encontrou a fórmula ideal. As entradas de Cédric Soares, José Fonte e Raphaël Guerreiro fortaleceram a defesa mas a aposta em Adrien Silva não foi totalmente ganha. O médio esteve mais ativo que João Moutinho mas não se pode dizer que Portugal tenha ganho a batalha do meio-campo.

Contrariamente aos jogos da fase de grupos, em que foi a equipa com mais remates, Portugal esteve bastante envergonhado na hora de atirar à baliza. Terminou o encontro com apenas cinco (contra 15 da Croácia), sendo que dois foram na jogada que resultou no único golo do encontro. Cristiano Ronaldo permitiu a defesa a Subašić, Quaresma atirou a contar quando a maior parte dos espetadores presentes já pensava no desempate por penáltis.

Portugal fez provalvemente o seu pior jogo na competição (pelo menos em termos ofensivos) mas teve a estrelinha do seu lado. Afinal de contas, trinta segundos antes do golo, Ivan Perišić tinha cabeceado à baliza de Rui Patrício.

Três lições a reter

  • Fernando Santos apostou em Adrien mas ainda não foi desta que encontrou a fórmula ideal para o meio campo
  • Portugal é a única equipa que se qualificou sempre para os quartos-de-final desde 1996
  • Renato Sanches entrou no segundo tempo a tempo de ser eleito pela UEFA como o melhor jogador em campo

Sonho norte-irlandês chegou ao fim

O País de Gales até pode estar pela primeira vez num Campeonato da Europa mas dentro das quatro linhas não tem acusado a estreia e tem já um lugar garantido nos quartos-de-final. O duelo frente à Irlanda do Norte foi decidido com um auto-golo de Gareth McAuley já na reta final do encontro.

O defesa do West Brom tinha ficado na história ao apontar o primeiro golo do país na história da competição, desta vez voltou a deixar o seu nome na ficha de jogo mas pelos piores motivos.

Já o encontro em si, dificilmente ficará para a história, com muita entrega de parte a parte mas pouco futebol. Gareth Bale passou ao lado do encontro, Aarom Ramsey tentou impor ordem no meio campo mas sem sucesso.

O País de Gales aguarda agora pelo vencedor do duelo entre Hungria e Bélgica.

Polónia não treme nos onze metros

A Polónia foi a primeira equipa a garantir um lugar nos quartos-de-final do Euro 2016. Depois de um empate a uma bola no final do tempo regulamentar, seguiram-se trinta minutos sem golos e o inevitável desempate por penáltis. A Polónia acabou por ser mais forte da marca dos onze metros e garantiu desde já a sua melhor participação de sempre num Campeonato da Europa.

O jogo teve duas partes distintas. Até ao descanso a partida foi dominada pelos polacos, um ascendente marcado pelo golo de Jakub Błaszczykowski. Na frente de ataque, Arkadiusz Milik voltou a estar perdulário enquanto Robert Lewandowski continua a anos-luz do seu melhor.

No segundo tempo, só deu Suíça. A equipa helvética sufocou os polacos, que quebraram fisicamente e bem podem agradecer a Łukasz Fabiański. O guarda-redes esteve em grande nível e ainda viu Haris Seferović acertar na trave. O único a conseguir bater Fabiański foi Shaqiri, num momento em que já se adivinhava o golo suíço.

O atacante aproveitou um ressalto na área para atirar a contar com um pontapé de moinho, um forte candidato a golo do torneio. Faltavam oito minutos para os noventa. No prolongamento, a toada de jogo manteve-se. Os suíços ao ataque e Fabiański a brilhar entre os postes.

Foi preciso recorrer ao desempate por penáltis e os polacos não desperdiçaram uma única oportunidade. Já Granit Xhaka esteve desastrado e atirou ao lado da baliza de Fabiański.

Um resultado que colocou a Polónia nos quartos-de-final do Campeonato da Europa pela primeira vez na sua história.


Estrela do dia

Xherdan Shaqiri foi incapaz de evitar a eliminação da Suíça mas o golo frente à Polónia ficará para a história como um dos melhores de sempre na competição e garantiu-lhe a distinção de “Estrela do dia” para os jornalistas da euronews.


O programa de domingo

O pontapé de saída este domingo será dado às 14h(hora de Lisboa) em Lyon, com o encontro entre a França e a Irlanda. Três horas depois em Lille, Alemanha e Eslováquia discutem um lugar entre as oito melhores seleções do continente. O dia fica completo com o duelo entre Hungria e Bélgica, às 20h em Toulouse.


O dia em fotos

EURO 2016 day 16

      Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

      tradução automática

      Artigo seguinte