Última hora

Em leitura:

Migração e Brexit vão dominar presidência eslovaca da UE

A redação de Bruxelas

Migração e Brexit vão dominar presidência eslovaca da UE

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

A Eslováquia assumiu, esta sexta-feira, a primeira presidência semestral rotativa da União Europeia, precisamente uma semana depois de se saber que o Reino Unido está de saída.

A liderar a visita do colégio de comissários à capital, Bratislava, Jean-Claude Juncker recordou que “não haverá nenhuma negociação antes de ser entregue a notificação e convidamos as autoridades britânicas a tornarem claras as suas intenções”.

Negociar com Londres está no topo das prioridades da agenda, reconheceu o primeiro-ministro eslovaco, mas Robert Fico também quer avanços noutra área polémica.

“Admitimos que a migração e o Brexit terão considerável influência na nossa presidência da União, mas quero enfatizar que, em paralelo ao Brexit, o governo eslovaco deseja ser um mediador honesto no tema da migração”, disse aos jornalistas.

A Eslováquia entrou na União em 2004 e juntou-se à moeda única em 2009.

A euronews foi ouvir as expetativas de alguns jovens na capital: “penso que a Eslováquia não tem muito peso político na União e que não há muito que possam fazer. O Reino Unido vai sair com certeza”, disse um jovem.

O nosso enviado a Bratislava, Sándor Zsíros, refere que “o governo eslovaco só conseguiu terminar o programa da presidência da União na véspera da tomada de posse, devido ao resultado do referendo no Reino Unido e à cimeira em Bruxelas que se seguiu. Nos últimos tempos, a situação política na Europa está em constante mudança”.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte