Última hora

Em leitura:

EUA assinam "parceria de defesa" com a Geórgia

mundo

EUA assinam "parceria de defesa" com a Geórgia

Publicidade

Os Estados Unidos reforçaram a cooperação militar com a Geórgia, sob o olhar reprovador da Rússia.

A caminho da cimeira da NATO, em Varsóvia, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, passou esta quarta-feira por Tbilissi, onde foi recebido pelo primeiro-ministro georgiano.

Por ocasião do encontro, foi assinada uma “parceria de defesa” que alarga a cooperação entre os dois países.

Kerry afirmou que a Geórgia “é um país maravilhoso e democrático, que convive com uma vizinhança complicada”. E acrescentou que é por isso que chega “com a mensagem do presidente [Barack] Obama de que os Estados Unidos apoiam firmemente a soberania, segurança, prosperidade e aspirações euro-atlânticas da Geórgia”.

Tal como a Ucrânia, a Geórgia aspira a aderir à NATO, apesar da oposição da Rússia, com a qual livrou uma guerra no Verão de 2008, centrada na soberania sobre as províncias separatistas da Ossétia do Sul e da Abcásia. Nesse mesmo ano, os dirigentes da Aliança Atlântica tinham prometido abrir um dia as portas a Tbilissi.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte