Última hora

Em leitura:

De Fergunson a Dallas: Explosão de violência entre polícias brancos e cidadãos negros

mundo

De Fergunson a Dallas: Explosão de violência entre polícias brancos e cidadãos negros

Publicidade

“Já vimos tragédias como esta muitas vezes. No ano passado o número de afro-americanos mortos pela polícia foi duas vezes superior aos brancos. Quando ocorrem incidentes como este há um grande número dos nossos cidadãos que sentem que não estão a ser tratados de forma igual por causa da sua cor de pele”.

Barack Obama estava visivelmente chocado quando falou sobre os dois afro-americanos mortos há apenas alguns dias por polícias brancos. O incidente provocou protestos anti-racismo em diversas cidades americanas. De acordo com o presidente dos Estados Unidos, os afro-americanos são 30% mais perseguidos e investigados do que os cidadãos brancos.

Na quarta-feira, um polícia disparou sobre um homem em Falcon Heights, durante uma operação rodoviária. Philando Castile viria a morrer mais tarde no hospital de Minneapolis. A namorada da vítima filmou a cena e divulgou as imagens no Facebook. Segundo o governador do Minnesota, o racismo foi determinante na morte de Castile.

O incidente ocorreu apenas 48 horas depois de um outro tiroteio em Baton Rouge, no estado da Luisiana. Dois agentes brancos detiveram pela força Alton Sterling, no exterior de uma loja de conveniência. Como no caso do Minnesota, o evento foi registado em video e correu de forma viral pelas redes sociais.

A revolta tem-se intensificado pelo facto de, no passado, os agentes envolvidos neste tipo de incidentes terem sido ilibados ou não acusados firmalmente nos tribunais, como foi o caso de Fergunson: há dois anos, um agente de segurança branco disparou vários tiros sobre um jovem desarmado, Michael Brown, sem nunca ter sido acusado. Isto desencadeou uma série de protestos violentos, durante os quais numerosos carros foram incendiados e muitas lojas pilhadas.

Apesar de o inquérito não estar ainda concluído, as declarações da polícia de Dallas fazem pensar que o tiroteio que custou a vida a cinco polícias, é mais um capítulo da história negra que a América vem escrevendo sobre as relações entre polícias brancos e cidadãos negros.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte