Última hora

Em leitura:

Turcos divididos face à declaração de Estado de Emergência

mundo

Turcos divididos face à declaração de Estado de Emergência

Publicidade

O estado de Emergência imposto pelo governo turco está a levantar muitas reservas, dentro e fora do país.
O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier, voltou a pedir contenção às autoridades de Ancara e lembrou que o Estado só deve atuar em casos concretos de delitos e não perante supostas inclinações políticas.

Nas ruas da capital do país, há poucos que ousam contestar a medida. Um cidadão de Ancara lembra que “a situação pode piorar num país onde não há liberdade. Provavelmente vamos ter menos liberdades e maior controlo. Talvez no final pode ser que as pessoas tenham mais consciência de que é importante lutar pelas liberdades “. Um outro residente na capital defende que “o que aconteceu é errado, independentemente de gostarmos ou não do partido no poder. Esta tentativa de golpe foi um erro e deve ser corrigido o mais rápido possível. Aqueles que tentaram concretizá-lo devem ser afastados o mais rápido possível.”

Em Istambul, continuam as manifestações pró- Erdogan. Há apoiantes do presidente que nem sequer vão a casa dormir para garantir um lugar na praça Taksim, praça que no passado foi o símbolo e o palco de muitas manifestações contra o líder turco.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte