Última hora

França: Hollande tenta diminuir polémica de que Governo terá tentado alterar um relatório sobre atentado de Nice

O presidente francês, François Hollande, tentou por termo à polémica em torno das informações de que o seu Governo terá tentado alterar um relatório sobre o dispositivo de segurança destacado para o l

Em leitura:

França: Hollande tenta diminuir polémica de que Governo terá tentado alterar um relatório sobre atentado de Nice

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês, François Hollande, tentou por termo à polémica em torno das informações de que o seu Governo terá tentado alterar um relatório sobre o dispositivo de segurança destacado para o local onde ocorreu o ataque de 14 de julho, em Nice, que provocou 84 mortos e mais de 320 feridos.

allviews Created with Sketch. Point of view

"A verdade e a transparência são essenciais em democracia."

François Hollande Presidente francês

A responsável pelo centro de videovigilância da polícia de Nice afirmou ter sofrido pressões do Ministério do Interior.

“Temos, uma vez mais, de fazer de tudo para responder à ameaça, mas também saber tudo o que aconteceu em Nice… A verdade e a transparência são essenciais em democracia. O sistema judicial é que deve estabelecer isso e mais ninguém”, afirmou Hollande.

Sandra Bertin afirmou que o Ministério do Interior pretendia que colocasse no relatório a indicação que a polícia nacional esteve em dois pontos do dispositivo de segurança.

“Em relação a esses detalhes, pedirem-me, especificamente, para evidenciar no relatório quais eram as posições da Polícia Municipal e da Polícia Nacional. Respondi a isso em consonância com aquilo que eu vi. Mostrei-lhe isso e, obviamente, não inventei nada. Então, pediram-me uma versão editável do meu relatório e, claro, opus-me”, declarou a responsável pelo centro de videovigilância da polícia de Nice.

O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve foi acusado pela oposição de direita de falhas graves na segurança durante as comemorações do Dia da Bastilha em Nice, o que permitiu que camião avançasse durante dois quilómetros sobre uma multidão na Promenade des Anglais.