Última hora

Jucker é contra fim das negociações de adesão da Turquia à UE

A Turquia não está em condições de entrar na União Europeia e muito menos se reintroduzir a pena de morte como o presidente Recep Tayyip Erdogan pretende As afirmações foram proferidas pelo presidente

Em leitura:

Jucker é contra fim das negociações de adesão da Turquia à UE

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia não está em condições de entrar na União Europeia e muito menos se reintroduzir a pena de morte como o presidente Recep Tayyip Erdogan pretende

As afirmações foram proferidas pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker que alerta, no entanto, para o facto do fim das negociações serem contraproducentes.

Uma resposta ao chanceler austríaco, Christian Kern, que sugeriu o fim das negociações de adesão de Ancara.

“Não vejo como é que poderia ajudar se nós, unilateralmente, disséssemos à Turquia que as negociações acabaram”, declarou numa entrevista ao canal ARD.

Em queda a pique estão as relações entre a Turquia e a Alemanha.

Berlim vê com desconfiança as medidas de Ancara após o golpe de Estado falhado do dia 15.

“Se todas estas coisas estão a regressar à Turquia – se a pena de morte regressar em força – então a questão da adesão vai responder por si própria porque é nosso entendimento comum que os Estados membros que aderiram à União Europa aboliram-na”, explicou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier.

A Turquia considera que a Alemanha não leva a sério a tentativa de golpe de estado e irritou com a sugestão da imprensa alemã de que foi tudo orquestrado pelo presidente Recep Tayyip Erdogan.

O azedume entre Berlim e Ancara começou em junho com o voto do parlamento alemão a reconhecer o que diz ser o genocídio de arménios de 1915 por parte do império turco otomano.