Última hora

Em leitura:

Itália prepara funerais das vítimas do sismo

mundo

Itália prepara funerais das vítimas do sismo

Publicidade

Reunidos em torno dos caixões na sala de um pavilhão desportivo em Ascoli Piceno os familiares das vítimas do sismo que abalou a Itália despedem-se dos seus entes queridos cujos funerais decorrem este sábado.

A esperança de encontrar sobreviventes é cada vez mais reduzida numa altura em que o número de mortes sobe para 278 e os feridos são mais de 400.

Três dias após o terramoto que atingiu o coração montanhoso do país, cães farejadores e equipas de emergência continuam a vasculhar os escombros da cidade de Amatrice, com o objetivo de ainda detetarem um sinal de vida.

Na localidade de Arquata Del Tronto a comunidade organiza-se para responder às primeiras necessidades. Esta moradora fala dos que perderam a vida: “Nós ainda temos a imagem dele a jantar, naquela noite, na praça. Um deles morreu, Stefano, era um rapaz bonito.Vivia em Roma e tinha uma casa aqui. Fez um jantar com os amigos. Agradecemos a hospitalidade, por aquela noite. Teve um destino horrível.”

A população organizou-se em torno do centro desportivo local. Algumas centenas de pessoas vivem para já em tendas.

Aqui, os sobreviventes desalojados do terramoto de 24 de agosto no centro da Itália, dispõe de 2.100 das 3.500 camas disponibilizados pelo Departamento de Protecção Civil.

As réplicas que se fazem sentir não permitem o regresso a casa daqueles cuja habitação resistiu ao abalo de 6,2 graus na escala de richter.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte