Última hora

Em leitura:

Síria: Novo plano de transição assenta em três pilares

mundo

Síria: Novo plano de transição assenta em três pilares

Publicidade

A destituição de Bashar Al-Assad, a criação de um governo de transição e a realização de eleições antecipadas.

Estes são os objetivos traçados no novo plano de transição política para Síria apresentado, esta quarta-feira, em Londres.

Cerca de 30 grupos da oposição marcaram presença no encontro que visa acabar com uma guerra que dura há cinco anos.

O coordenador-geral do Alto Comité de Negociações lembra que nem tudo é negociável.

“Não vamos aceitar um acordo entre russos e americanos que não responda às aspirações do povo sírio. Em relação, a Bashar Al-Assad, neste período de transição, o objetivo é que saia o quanto antes” refere Riad Hijab.

O plano de transição prevê, no entanto, negociações diretas com o chefe de Estado sírio por um período de seis meses, acompanhado por um cessar-fogo. Na teoria, Al -Assad passaria, posteriormente, as rédeas do poder a um governo de unidade nacional a quem caberia convocar eleições, no prazo de 18 meses.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte