Última hora

Em leitura:

Andrzej Wajda: Mestre do cinema polaco morre aos 90 anos


cinema

Andrzej Wajda: Mestre do cinema polaco morre aos 90 anos

Em parceria com

Andrzej Wajda, o mestre do cinema polaco, morreu aos 90 anos, em Cracóvia. O realizador de “Terra Prometida”; “O Homem de Mármore” e de “O Homem de Ferro”, assim como de várias outras obras que refletem a história turbolenta da Polónia, morreu devido a uma insuficiência pulmonar.

Wajda tornou-se cineasta depois de ter sido rejeitado pelo exército em 1939. Frequentou a reputada escola de cinema de Łódź , depois da segunda guerra mundial. Atingiu o sucesso na carreira depois de vencer o prémio especial do júri no Festival de Cinema de Cannes, em 1957, com o filme Kanał.

Recebeu um Óscar honorário no ano 2000 – um reconhecimento por cinco décadas de obra e de trabalho.
Deu ao mundo uma visão artística da história, da democracia e da liberdade. O Festival de Berlim concedeu-lhe um Urso de Ouro honorário pelo conjunto da sua obra, em 2006. Também recebeu o Prémio da Crítica na vigézima segunda cerimónia dos Prémios do Cinema Europeu, pelo filme “Tatarak”.

O seu último filme, “Powidoki”, é o candidato da Polónia para as nomeações aos Óscares, na categoria de melhor filme estrangeiro. Foi considerado como sendo um símbolo de coragem e de esperança para milhões de pessoas na Europa do pós-guerra. Deixa uma vasta filmografia com mais de 40 filmes, ao longo de uma carreira de 60 anos.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

cinema

Festival de Londres estende o tapete vermelho ao cinema