Última hora

Grécia: Inaugurado centro para migrantes menores não acompanhados

As crianças migrantes não acompanhadas têm um novo centro onde se podem instalar em Atenas.

Em leitura:

Grécia: Inaugurado centro para migrantes menores não acompanhados

Tamanho do texto Aa Aa

As crianças migrantes não acompanhadas têm um novo centro onde se podem instalar em Atenas.

Na sequência de críticas sobre o tratamento dado às crianças candidatas a asilo, as autoridades da Grécia inauguraram instalações de acolhimento para crianças.

Os menores são os mais vulneráveis nas longas caminhadas a que estão sujeitos, com perigos à espreita em particular as redes de tráfico humano.

“Foi muito difícil nas fronteiras do Irão e da Turquia. Depois de passar as fronteiras foi mais fácil, não enfrentei quaisquer dificuldades. Depois cheguei à ilha de Lesbos. Em Lesbos ficámos num acampamento que era como uma prisão, estávamos todos com os nervos à flor da pele, não nos deixavam fazer nada, estávamos bloqueados”, diz uma criança do Afeganistão.

O ministro grego das Migrações, Yannis Mouzalas, esteve presente na inauguração e fez o ponto da situação.

“Sabemos que temos muito trabalho pela frente. Estamos a fazer um esforço. Não sabemos como e quando vamos resolver isto, porque o problema está ativo, mas vamos conseguir. Não com a velocidade que exigem ou a velocidade que esperaríamos, mas maior em relação àquela que as atuais circunstâncias permitem”, disse.

O centro é gerido e financiado pelos Médicos do Mundo e pela Organização Internacional para as Migrações. A União Europeia também ajudou.

O correspondente da Euronews em Atenas, Akis Tatsis, explica que “as autoridades gregas admitem que são precisos muitos mais passos para poder lidar de maneira eficaz com o problema dos refugiados não acompanhados. No entanto, como o Estado e as organizações não-governamentais sublinham, estes centros de acolhimento ajudam os menores a viver como as crianças que são.