Última hora

Em leitura:

Milhares de italianos dizem "não" a Renzi


Itália

Milhares de italianos dizem "não" a Renzi

Milhares de italianos protestaram, este sábado, em Roma, contra o primeiro-ministro Matteo Renzi e a sua reforma constitucional que vai ser referendada a 4 de dezembro. Os protestos aconteceram um dia depois de uma greve nacional ter afetado os transportes públicos, as escolas e alguns serviços aeroportuários.

“Estamos aqui para dizer apenas ‘não’ a Renzi. Para dizer ‘não’ ao que ele está a fazer, porque o país está em ruínas por causa dele. Nada vai bem. Nada!”, disse uma das manifestantes, Cinzia Ronzitti.

“Nenhuma das reformas dele é de esquerda. Eu apoio a esquerda, mas dissocio-me completamente de Renzi e do seu governo. As suas reformas não são de esquerda, mas a favor da finança internacional”, afirmou outra mulher que participou no protesto, Vanna Logi.

De acordo com a organização, mais de 40 mil pessoas participaram na manifestação. A reforma pretende reduzir o papel do Senado e cortar os poderes dos Governos regionais. Renzi defende que vai aumentar a estabilidade do Governo e acelerar o processo legislativo.