Última hora

Em leitura:

WWF: 67% da vida selvagem global pode desaparecer até 2020


mundo

WWF: 67% da vida selvagem global pode desaparecer até 2020

Estamos à beira de uma extinção em massa à escala planetária. O aviso é do Fundo Mundial para a Natureza (em inglês: WWF – World Wide Found for Nature).

Segundo o relatório Planeta Vivo, divulgado esta quinta-feira, a vida selvagem global pode sofrer uma redução de até 67% num período de apenas 50 anos que termina no final de 2020.

Entre 1970 e 2012 as populações de peixes, aves, mamíferos, anfíbios e répteis, do planeta, sofreram um decréscimo de 58%.

Para a organização não-governamental, as razões são conhecidas, como evidencia Trevor Hutchings, do WWF: “Nós conhecemos as causas deste declínio ambiental. Coisas como a poluição, o consumo excessivo, a destruição dos habitats, o uso excessivo de água, a pesca excessiva. Tudo isto é agravado pelos efeitos das alterações climáticas.”

A coordenadora do relatório “Planeta Vivo”, Louise Mcrae, sublinha que “é importante saber que estas não são espécies que se estão a perder, ou mesmo populações que se estão a perder. Estes são declínios que ainda podem ser revertidos. Nós temos a oportunidade para podermos realmente fazer a diferença e começar a reverter essas tendências. “

Para minorar o impacto da ação humana no planeta, o documento apresenta algumas soluções para alterar a forma como se produzem e consomem os alimentos, mas garantindo que o mundo se mantenha alimentado de forma sustentável.

Para o Fundo Mundial para a Natureza é necessária uma “mudança urgente do sistema, do comportamento individual, das empresas e dos Governos” e da gestão dos recursos naturais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Crise migratória: UE começa a formar guarda-costeira líbia