Última hora

Em leitura:

Elementos da polícia iraquiana terão torturado e morto civis em povoações a sul de Mossul


Iraque

Elementos da polícia iraquiana terão torturado e morto civis em povoações a sul de Mossul

Hot Topic Saiba mais sobre Mossul

Um relatório da Amnistia Internacional revela, de forma preocupante, que vários homens vestidos com uniformes da polícia federal iraquiana terão, alegadamente, torturado e morto civis residentes em povoações a sul de Mossul.

De acordo com o documento registaram-se “pelo menos seis” execuções nas regiões de Al Shurra e Al Qayyara. Segundo os observadores da Amnistia Internacional as forças iraquianas suspeitavam que as vítimas estavam relacionadas com o autodenominado Estado Islâmico.

No mês passado, as forças pró-governamentais iniciaram uma ofensiva para retomar o controlo de Mossul. A Amnistia alerta para o risco dos alegados abusos serem replicados em outras cidades à medida que prosseguem as operações.

A ofensiva para recuperar Mossul, que começou a 17 de outubro, conta com cerca de cem mil efetivos, entre elementos do Exército, das unidades curdas peshmerga, milícias xiitas e tropas da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos. Um contingente que permitiu dar respostas no terreno, mas que está a provocar a fuga de muitas pessoas.

As Nações Unidas temem que nos próximos dias haja um êxodo massivo que se juntará aos mais de 35 mil deslocados que precisam de atenção sanitária.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

EUA

EUA: Protestos contra eleição de Donald Trump multiplicam-se