Última hora

Em leitura:

Merkel: Favorita, mas sem vitória garantida


Alemanha

Merkel: Favorita, mas sem vitória garantida

Anunciada a candidatura de Angela Merkel a um quarto mandato, a Europa tem os olhos postos na cena política alemã. Numa sociedade fortemente polarizada, como aliás reconheceu a própria chanceler alemã, apesar de ser a favorita, Merkel não tem a vitória garantida.

A grande questão passa a ser agora quem vai ser o candidato do SPD. O principal partido de centro-esquerda alemão não apontou um nome, com dois potenciais candidatos no horizonte: Sigmar Gabriel, o líder dos sociais-democratas, vice-chanceler e ministro da Economia, e Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu desde 2012.

Apesar de a sondagem publicada no domingo pelo jornal Bild lhe dar 55% das intenções de voto, Merkel não esconde que uma das suas preocupações é a Alternativa para a Alemanha (AfD), o partido anti-imigração, que tem crescido em popularidade aproveitando os receios suscitados pela entrada no país de 890 mil refugiados em 2015. Com deputados em dez dos 16 parlamentos regionais, o partido nacionalista e anti-UE está a caminho de reforçar a sua posição na cena política alemã.

Frauke Petry, deputada regional da Saxónia que lidera com o economista Jörg Meuthen o AfD, cresceu na Alemanha de Leste como Merkel e deverá ser a adversária da chanceler.

A dez meses das eleições, a sondagem publicada pelo Bild dá à CDU e aos seus aliados da CSU 33% dos votos, 9% acima dos sociais-democratas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Aborto: Papa prolonga perdão mas reconhece "pecado muito grave"