Última hora

Em leitura:

Bulgária responde a confrontos em Harmanli com expulsão de refugiados


Bulgária

Bulgária responde a confrontos em Harmanli com expulsão de refugiados

A Bulgária anunciou que vai acelerar a expulsão de refugiados depois dos confrontos desta noite em Harmanli, no maior campo do país, perto da fronteira turca.

Pelo menos 400 migrantes foram detidos e 24 polícias ficaram feridos, depois dos protestos terem degenerado em violência.

Os refugiados protestavam contra a decisão das autoridades de proibir todas as saídas do campo, na sequência de rumores falsos sobre casos de doenças contagiosas no interior da instalação.

A polícia utilizou canhões de água e balas de borracha durante a intervenção no campo que foi entretanto encerrado.

O governo de Sofia anunciou que vai transferir os cerca de 3 mil refugiados para outros campos fechados e que deverá começar a extraditar vários migrantes afegãos já no próximo mês.

A Bulgária tinha anunciado há dias que iria construir uma segunda vedação fronteiriça para evitar a entrada de refugiados provenientes da Turquia.

A polícia búlgara deteve 17 mil migrantes nos primeiros dez meses do ano, um número três vezes inferior ao afluxo de refugiados registado em 2015.