Última hora

Em leitura:

Havana chora a morte de Fidel Castro


Cuba

Havana chora a morte de Fidel Castro

Uma Havana silenciosa chorou a morte de “El Comandante”. Estudantes da Universidade onde Fidel Castro estudou e se formou mostraram tristeza pelo desaparecimento do estadista, pilar do regime cubano.

“Estamos confiantes, os jovens estão confiantes de que Cuba tem um processo fundamental ancorado no nacionalismo cubano, enraizado na realidade cubana em que o modelo cubano agradece o exemplo de Fidel e a geração do Granma e do movimento 36 de julho, nós sabemos que o processo vai continuar”, diz um jovem.

Alguns cubanos preferiram chorar em casa a morte de Fidel. Acreditam que o homem que liderou a revolução cubana vai manter-se vivo nas gerações seguintes.

“Estou muito triste. Ele era o nosso líder, o líder do povo do mundo”, afirma um homem em lágrimas.

“Estamos muito tristes com a morte do nosso comandante, apesar de ele estar morto, ele será sempre o nosso comandante”, explica uma mulher.

Os mais jovens vivem um momento histórico, o principio da Cuba pós “el Comandante”.