Última hora

Em leitura:

Áustria: Van der Bellen vencedor, Hofer reconhece derrota


Áustria

Áustria: Van der Bellen vencedor, Hofer reconhece derrota

Alexander Van der Bellen é o novo presidente austríaco.

O candidato independente, que já liderou o partido dos Verdes, conseguiu nas presidenciais deste domingo 53,6% dos votos, derrotando o candidato da direita nacionalista anti-imigração, Norbert Hofer, que registou 46,3%.

Hofer reconheceu a derrota quando os resultados ainda não eram oficiais, felicitando Van der Bellen nas redes sociais.

Numa entrevista conjunta com o seu adversário, frisou que, em democracia, o voto tem sempre razão:

“Disse sempre que o vencedor seria um bom vencedor e o perdedor um bom perdedor. E peço a todos aqueles que votaram por mim que aceitem que numa democracia o voto está sempre certo, sempre. E que no fim, temos todos que nos unir e trabalhar juntos. Isto é muito importante”.

A reconciliação de um leitorado dividido foi igualmente a preocupação de Van der Bellen nas suas primeiras declarações à televisão pública:

“Espero que quando as pessoas me encontrarem na rua ou no metro em Viena, daqui a seis anos, no fim do meu mandato presidencial, digam de mim ‘Este é o nosso presidente’. Não o presidente, mas o nosso presidente, de todos os austríacos.”

Hofer fez campanha contra as políticas migratórias de Bruxelas, defendendo um eventual referendo para a Áustria sair da União Europeia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, acolheu a notícia da derrota de Hofer como “um bom sinal contra o populismo na Europa”.