This content is not available in your region

Grupo EI reivindica atentado contra igreja copta no Cairo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Grupo EI reivindica atentado contra igreja copta no Cairo

<p>O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado de domingo contra uma igreja cristã copta no Cairo. Num comunicado publicado na internet, os islamitas identificam o suicida que fez deflagrar a carga explosiva dentro do templo, provocando a morte de 25 pessoas. </p> <p>As autoridades egípcias afirmam ter igualmente identificado o autor do ataque, de 22 anos de idade e nacionalidade egípcia. Segundo o ministério do Interior, o homem teria sido detido em 2014 quando efetuava a segurança das manifestações do movimento da irmandade muçulmana, banido pelo atual regime egípcio.</p> <p>O partido islamita, alvo de uma perseguição por parte do regime militar, negou qualquer implicação no ataque, quando o executivo do Cairo imputava a organização do atentado a uma filial da irmandade muçulmana no Qatar.</p> <p>Pelo menos quatro pessoas, três homens e uma mulher, foram detidos para interrogatório no quadro da investigação ao ataque. A explosão visou a igreja de São Pedro e São Paulo no Cairo, perto da catedral de São Marcos, a sede do papa copta Tawadros II.</p> <p>Nos últimos três anos pelo menos 42 igrejas coptas foram alvo de incêndios e outros tipos de ataques quando vários grupos fundamentalistas acusam a comunidade religiosa de apoiar o presidente Abdel Fattah al-Sissi e o golpe militar que levou à queda do presidente islamita Mohamed Morsi.</p> <p>Os coptas do Egito representam cerca 10% da população do país e são a mais numerosa e antiga comunidades cristã do Médio Oriente.</p>