Última hora

Em leitura:

Síria: "Libertação" de Aleppo não significa o fim da guerra


Síria

Síria: "Libertação" de Aleppo não significa o fim da guerra

A batalha pela reconquista de Aleppo foi um passo importante na estratégia militar do regime sírio mas isso não significa ainda o fim da guerra.

De acordo com o general do exército libanês aposentado, Hisham Jaber, agora analista político e presidente do Centro de Estudos e Relações Públicas do Médio Oriente, em Beirute, Aleppo é um dos três principais pilares de uma Síria unificada.

Jaber disse que se Damasco, Latakia e Aleppo fossem controladas por uma única entidade então a Síria deixaria de estar dividida, “o que nesta altura ainda se verifica é que uma grande parte do país ainda está nas mãos de grupos rebeldes”.

O regime e seus aliados afirmam esta terça-feira que controlam 99 por cento de Aleppo.

“Assad venceu uma batalha muito importante, mas ele ainda não ganhou a guerra (…) Mesmo que tenha dado o primeiro passo, é o primeiro marco, na minha opinião, que pode significar o fim da guerra, mas quem disse que Assad vencerá a guerra (…) Se olhar para a geografia o que vê, é que há um caminho muito, muito longo, esperamos ainda, que o regime tenha de fazê-lo. Do ponto de vista militar a libertação de Alepo não é o fim da guerra.”