Última hora

Última hora

Cinco soldados ucranianos mortos após ataque de separatistas no leste da Ucrânia

Os rebeldes pró-russos terão recorrido a artilharia pesada e morteiros, tornando domingo no dia mais sangrento na região desde julho.

Em leitura:

Cinco soldados ucranianos mortos após ataque de separatistas no leste da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos cinco soldados ucranianos morreram e seis ficaram feridos na sequência de ataques realizados por separatistas pró-russos este domingo, naquele que é já apontado como o dia mais sangrento no leste da Ucrânia desde julho.

Do lado dos rebeldes, o balanço de vítimas aponta para cerca de 20 mortos e 30 feridos, adianta o serviço de imprensa da ATO, a operação antiterrorismo do exército da Ucrânia.

Fonte militar ucraniana reportou que os separatistas terão partido de Debaltseve e atacaram posições do exército nas proximidades de Svitlodarsk, uma cidade sensivelmente a meio caminho entre Donetsk e Luhansk.

Os ataques deste domingo terão sido realizados com recurso a artilharia pesada e morteiros, mas terão incluído também tiroteios a curta distância.

Na zona haverá uma importante central elétrica, que teria sido o alvo do ataque. A região ficou, entretanto, sem eletricidade.

Situação no leste da Ucrânia a 18 de dezembro de 2016

Os ataques dos separatistas pró-russos ocorreram, curiosamente, após uma atualização do exército ucraniano à imprensa, em que havia sido reportado uma diminuição dos confrontos no leste da Ucrânia e a passagem de um dia sem registo de baixas.

O conflito no leste da Ucrânia começou em março de 2014 opondo guerrilheiros separatistas pró-russos, com fortes suspeitas de terem apoio militar do Kremlin, e já terá feito mais de 9600 mortos e dezenas de milhares de deslocados.