Última hora

Em leitura:

Colégio Eleitoral vota para oficializar eleição de Donald Trump


EUA

Colégio Eleitoral vota para oficializar eleição de Donald Trump

É a última etapa antes de Donald Trump tomar posse como sucessor de Obama, em janeiro.

Para isso, é preciso que o multimilionário volte a reunir pelo menos 270 votos dos 538 grandes eleitores do Colégio Eleitoral, que votam esta segunda-feira.

Nas eleições presidenciais norte-americanas, o voto dos eleitores é indireto e vai para um Colégio Eleitoral, constituído por delegados representativos dos 50 estados norte-americanos e da capital Washington.

Durante as eleições, Trump conseguiu a maioria dos grandes eleitores, 306 contra os 232 da democrata, apesar de Hillary Clinton ter recebido mais de dois milhões e meio de votos do que o adversário. A última vez que isto aconteceu foi no ano 2000, com George W Bush e Al Gore.

Se 37 grandes eleitores mudarem o sentido de voto, esta segunda-feira, Trump pode perder a Presidência. Ainda que pouco provável, a verdade é que tem havido uma forte pressão sobre os grandes eleitores. Muitos norte-americanos defendem que o Colégio Eleitoral devia declarar Clinton como vencedora porque triunfou no voto popular. A juntar a isto, os indícios de que a Rússia interferiu na campanha não beneficiam o magnata.

O Congresso reúne-se para contar os votos a 6 de janeiro.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Rússia

Intoxicação com óleo de banho perfumado matou 48 russos