Última hora

Em leitura:

Artistas e políticos recorrem às redes sociais para lamentar a morte de George Michael


mundo

Artistas e políticos recorrem às redes sociais para lamentar a morte de George Michael

As reações à morte de George Michael, de 53 anos, chegam dos mais diversos quadrantes: músicos, produtores, políticos, atores, realizadores…

Foram muitos os que recorreram às redes sociais para lamentar o desaparecimento de mais uma estrela da música.

A fadista portuguesa, Mariza, escreveu no Twitter “dançei muitas vezes ao som da tua música. Cantei muitas vezes a tua música.”

Também Rita RedShoes lamentou a morte do cantor: “O seu último Natal”.

Em declarações à agência Lusa, a cantora e compositora portuguesa disse que as músicas de George Michael a acompanharam na infância, mas foi apenas quando começou a perceber mais de música, já crescida, que se deixou influenciar pelo seu estilo.

“É uma figura particular por toda a sua história e percurso. O mundo pop tem um lado que às vezes dá uma versão mais ‘light’ daquilo que as coisas são. George Michael na sua carreira sofreu um bocadinho deste fenómeno. É muito mais denso, profundo e muito melhor músico, compositor, instrumentista do que aquilo que a carreira mostrou para o público geral”, relembrou Rita Redshoes à agência de comunicação portuguesa.

O músico britânico, Elton John, publicou na conta de Instagram: “Estou em profundo choque. Perdi um amigo amado – a mais gentil e generosa alma e um artista brilhante. O meu coração está com a família, os amigos e com todos os fãs de George Michael”.

Na mesma rede social, Madonna publica: “Adeus, meu amigo. Outro grande artista que nos deixa. 2016 já podes ir para o diabo?”

Farewell My Friend! 🙏🏻 Another Great Artist leaves us. 💔Can 2016 Fuck Off NOW?

A video posted by Madonna (@madonna) on

Outros grandes nomes da música, como os One Republic dizem-se “demasiado tristes” com a morte prematura de George Michael e recordam a lenda que ele era.

Também a apresentadora de televisão Ellen DeGeneres elogiou o cantor: “Ele era um talento brilhante”

La Toya Jackson, mais um dos talentos da família Jackson, disse que o cantor “ofereceu ao mundo uma prenda maravilhosa”.

Ninguém contava com a morte do músico e
Robbie Williams não escondeu o espanto: “Oh, Deus, não… Adoro-te George. Descansa em paz”.

James Corden, o apresentador do famoso programa “Carpool Karaoke”, afirmou “Sempre adorei George Michael. Era uma inspiração absoluta. Sempre à frente do seu tempo”.

No mundo da política, o autarca de Londres, Sadiq Khan, referiu que George Michael “trouxe alegria a milhões de pessoas”:

Já Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista, elogiu o artista por ser “um grande apoiante dos direitos dos LGBT [Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero] e dos trabalhadores”:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

mundo

Radar: Pequenas histórias de Natal para iluminar a Consoada