Última hora

Em leitura:

Israel: Dois presos por ameaças no Facebook contra juízes que condenaram soldado israelita


Israel

Israel: Dois presos por ameaças no Facebook contra juízes que condenaram soldado israelita

Em Israel, duas pessoas foram presas por ameaças no Facebook contra três juízes que condenaram um soldado israelita. O soldado foi acusado de abater um palestiniano ferido.

Um homem de 54 anos escreveu que a juíza Maya Heller não ia chegar ao fim do ano. Uma mulher de 22 anos postou que a juíza devia ser atacada com uma granada e que o seu corpo devia ficar espalhado por todo o lado; para que os cães o pudessem comer. Segundo o advogado do suspeito: “Trata-se de uma pessoa que cometeu um erro, voltou à razão e removeu o post por iniciativa própria. Não representa perigo, sabe que cometeu um erro e admitiu imediatamente.”

A sentença contra Elor Azaria polarizou a sociedade israelita, provocando violentos confrontos e os juízes do caso receberam proteção policial.

A família do palestiniano morto disse que a culpabilização do soldado israelita é um bom começo: Abdul Fattah al-Sharif foi ferido enquanto alegadamente cometia um ataque em Hebron, em março passado. Numa altura em que estava imobilizado no chão, Azaria deu-lhe um tiro na cabeça.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Turquia

Turquia: autoridades dizem conhecer paradeiro provável de autor do ataque de Istambul