Última hora

Última hora

Israel: Dois presos por ameaças no Facebook contra juízes que condenaram soldado israelita

Em Israel, duas pessoas foram presas por ameaças no Facebook contra três juízes que condenaram um soldado israelita.

Em leitura:

Israel: Dois presos por ameaças no Facebook contra juízes que condenaram soldado israelita

Tamanho do texto Aa Aa

Em Israel, duas pessoas foram presas por ameaças no Facebook contra três juízes que condenaram um soldado israelita. O soldado foi acusado de abater um palestiniano ferido.

Um homem de 54 anos escreveu que a juíza Maya Heller não ia chegar ao fim do ano. Uma mulher de 22 anos postou que a juíza devia ser atacada com uma granada e que o seu corpo devia ficar espalhado por todo o lado; para que os cães o pudessem comer. Segundo o advogado do suspeito: “Trata-se de uma pessoa que cometeu um erro, voltou à razão e removeu o post por iniciativa própria. Não representa perigo, sabe que cometeu um erro e admitiu imediatamente.”

A sentença contra Elor Azaria polarizou a sociedade israelita, provocando violentos confrontos e os juízes do caso receberam proteção policial.

A família do palestiniano morto disse que a culpabilização do soldado israelita é um bom começo: Abdul Fattah al-Sharif foi ferido enquanto alegadamente cometia um ataque em Hebron, em março passado. Numa altura em que estava imobilizado no chão, Azaria deu-lhe um tiro na cabeça.