Última hora

Última hora

Libra desvaloriza com receios crescentes de um "hard brexit"

A libra esterlina desvalorizou, esta segunda-feira, com os receios dos mercados que o Reino Unido pode estar a caminho de uma saída da União Europeia (UE), na sua versão mais dura

Em leitura:

Libra desvaloriza com receios crescentes de um "hard brexit"

Tamanho do texto Aa Aa

Eesta segunda-feira, a libra esterlina chegou a desvalorizar para mínimos de mais de 30 anos (excluindo o “flash crash de outubro), com os receios dos mercados que o Reino Unido pode estar a caminho de uma saída da União Europeia (UE), na sua versão mais dura, o chamado “hard brexit” em que perderá o acesso livre ao mercado único europeu.

Esta terça-feira, a chefe do executivo, Theresa May, irá detalhar os planos do governo para as negociações de saída da UE num discurso aguardado com muita expectativa.

Para um analista da BGC Partners “é cada vez mais claro que é improvável que o Reino Unido mantenha o acesso ao mercado único europeu”. Nesse caso, o país perderá benefícios e “já começaram a ser desenhadas linhas de batalha”, como foi o caso das declarações de Phillip Hammond. Numa entrevista a um jornal alemão, o ministro das Finanças não exclui a hipótese de o Reino Unido mudar de modelo económico,, abandonando o modelo social europeu e adotando uma política fiscal agressiva que poderá transformar o país num novo paraíso fiscal.

A saída do mercado único europeu é uma ameaça para as exportações britânicas e para o investimento estrangeiro no país.

Nas ruas, defensores do brexit, como um vendedor de roupa num mercado, consideram que a saída “podia ser um pouco mais rápida, já que a população votou em junho para sair da Europa”. No entanto há a consciência que “Theresa May tem de assegurar que tudo está preparado para que no final desde ano fiscal possa estar em posição de fazer as coisas acontecer”.

Ainda esta terça-feira são publicados os dados para a inflação em dezembro, que deverá subir para 1,4%, depois de se ter fixado em 1,2% no mês de novembro. A desvalorização da libra tem provocado um aumento dos preços dos combustíveis, alimentação e vestuário no Reino Unido.