Última hora

Última hora

Trump a leste e a oeste em Davos

A chegada de Donald Trump ao poder estremece a pequena estância de esqui suíça de Davos.

Em leitura:

Trump a leste e a oeste em Davos

Tamanho do texto Aa Aa

A chegada de Donald Trump ao poder estremece a pequena estância de esqui suíça de Davos.

Do futuro papel da NATO às relações com a Rússia, os participantes do Fórum Mundial de Davos parecem partilhar de posições diferentes, consoante as suas coordenadas geográficas, a leste ou a oeste da Europa.

Para Robin Niblett, presidente do grupo de reflexão Chatham House:

“Eu levo as declarações de Donald Trump sobre a NATO bastante a sério. Quando chamamos a algo obsoleto, implica que é algo que não se adapta à sua finalidade, e é uma mudança radical. A mudança radical que os europeus querem é que possam tornar-se mais fortes contra o que muito deles consideram ser uma ameaça russa que ressurge e alguma instabilidade no Médio Oriente. Quando Donald Trump diz que não se adapta à finalidade ele fala de luta contra o terrorismo e mesmo da proteção da América contra as tensões com a China. Estou preocupado que a Europa e a América tenham uma ideia tão diferente sobre a forma de adequar a NATO aos seus fins”.

Para Kirill Dmitriev, presidente do fundo soberano russo RDIF:

“Acreditamos que faz sentido que a Rússia possa e deva ser tratada com compreensão relativamente à sua posição. E mesmo o presidente Obama disse recentemente que o interesse nacional dos EUA passa pela cooperação com a Rússia”.