Última hora

Última hora

Dia Mundial do Hijab

Várias cidades da Bósnia-Herzegovina assinalaram o dia mundial do véu islâmico (hijab) para encorajar as compatriotas a experimentar e perceber o islão e apoiar a tolerância…

Em leitura:

Dia Mundial do Hijab

Tamanho do texto Aa Aa

Várias cidades da Bósnia-Herzegovina assinalaram o dia mundial do véu islâmico (hijab) para encorajar as compatriotas a experimentar e perceber o islão e apoiar a tolerância religiosa.

Um grupo de mulheres juntou-se na zona histórica de Sarajevo para informar e responder a questões aos turistas e cidadãos curiosos.

“Não estou intimidada pela proibição do hijab nalguns países. Nós sabemos há muito tempo que existe uma guerra contra o Islão. Automaticamente, existe uma guerra contra as mulheres que usam o hijab, porque o hijab faz parte do Islão. Mas se tiver uma fé determinada e forte, então não existe qualquer medo. Absolutamente”, diz uma muçulmana.

“Infelizmente, estamos conscientes de que através da história, quando as mulheres que usavam o hijab, tinham momentos difíceis ou mais fáceis. Portanto, hoje, estamos provavelmente num período especial de escrutínio. É o nosso dever nos apresentarmos de uma forma especial, sermos os mais positivas possível. Temos que explicar às pessoas que esta é uma história muito positiva, uma coisa que nos abriu muitas portas e definitivamente não nos prende”, afirma outra crente.

O Dia Mundial do Hijab foi iniciado pela nova-iorquina Nazma Khan em 2013. Desde então o dia tem reunido o interesse de muçulmanos e não muçulmanos em mais de 140 países.