Última hora

Em leitura:

França: Esquerda dividida lança campanha para as presidenciais


França

França: Esquerda dividida lança campanha para as presidenciais

Hot Topic Saiba mais sobre Eleições presidenciais francesas 2017

A esquerda francesa lança-se dividida na batalha para as presidenciais de maio, entre o Partido Socialista e o movimento da “França insubmissa “ de Jean-Luc Melenchon.

O dissidente socialista e político antisistema de 65 anos lançou a sua pré-campanha, este domingo, com dois comícios simultâneos, em Paris e Lyon, graças a uma projeção holográfica.

Com cerca de 11% das intenções de voto, Melenchon, atacou-se antes de mais à extrema-direita de Marine Le Pen, na questão da imigração, defendendo igualmente uma renegociação dos acordos com a União Europeia.

“Enquanto estivermos sob o pacto orçamental europeu não vai ser possível avançar com uma política progressista. Temos que sair destes pactos, é a principal condição para podermos ter uma mudança”, afirmou Melenchon.

Mais à frente nas sondagens, com 17% de intenções de voto, o candidato do partido socialista foi oficialmente investido em Paris.

Benoit Hamon descartou ser o “homem providencial da esquerda” quando continua sem fechar a porta a uma aliança com Melenchon.

O comício de Paris sublinhou uma vez mais a fratura ideológica do PS, face à ausência de membros do atual governo ou da linha mais ao centro da formação.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

França

Marine Le Pen promete devolver a soberania a França e virar costas à UE