Última hora

Em leitura:

Atentado no Paquistão faz mais de 70 mortos


Paquistão

Atentado no Paquistão faz mais de 70 mortos

Mais de 70 pessoas, entre elas crianças, morreram, na quinta-feira, num atentado suicida contra um templo sufista, no sul do Paquistão.

Há mais de 150 feridos, muitos em estado crítico, de acordo com o inspetor-geral da polícia da província de Sindh.

O bombista suicida fez-se explodir quando centenas de fiéis realizavam um ritual semanal, o Dhamal, no templo sufista de Lal Shahbaz Qalandar, na cidade de Sehwan:

“Quando entrei no templo ouvi um som horrível. Primeiro pensei que não era podia ser o som da explosão de uma bomba. Mas depois só pensava que íamos morrer. Foi como se fosse o dia do juízo final”, afirmou Mohammad Ashfaq, um dos feridos.

O atentado foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico através da sua agência de notícias Aamaq.

O Sufismo é uma ramificação do Islão considerada por alguns grupos extremistas como hereges.

No início da semana mais de 10 pessoas tinham morrido, e mais de 60 ficado feridas, na sequência da explosão de uma bomba durante um protesto de farmacêuticos na cidade de Lahore, no leste do Paquistão. Um ataque reivindicado por uma fação do movimento extremista Talibã.