Última hora

Em leitura:

Emboscada em Caxemira mata três soldados indianos e uma civil


Índia

Emboscada em Caxemira mata três soldados indianos e uma civil

Uma emboscada a uma patrulha militar na região de Caxemira resultou na morte de três soldados indianos e de uma civil.

Para além dos três soldados mortos, outros quatro ficaram feridos. A mulher morta, que estava em casa, foi vítima de uma bala perdida na troca de tiros entre os militares e rebeldes.

O ataque ocorreu na madrugada desta quinta-feira, no distrito de Shopian, no sul de Caxemira.

A patrulha indiana foi atacada por militantes armados quando regressava de uma operação antiterrorista em Kungnu.

O filho da mulher morta, explica que a família foi acordada pelo tiroteio “por volta das duas da manhã” e que quando as armas se calaram “cerca de uma hora depois”, encontrou a mãe morta.

Segundo uma fonte da polícia, os rebeldes conseguiram fugir e as forças de segurança lançaram uma operação de caça ao homem para os capturar.

Nas últimas semanas tem-se registado um recrudescimento dos confrontos entre militares e insurgentes, o mais grave, no dia 14 deste mês, terminou com três soldados mortos e quatro rebeldes abatidos.

Caxemira é uma região do norte do subcontinente indiano, disputada entre a Índia e o Paquistão desde o fim do período colonial britânico, em 1947

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Japão

Carlos Ghosn deixa comando executivo da Nissan