Última hora

Em leitura:

Wikileaks publica o que diz ser maior fuga de dados secretos da CIA


EUA

Wikileaks publica o que diz ser maior fuga de dados secretos da CIA

É descrita como a maior fuga de informação na história da CIA.

O portal de divulgação de informações confidenciais Wikileaks publicou na terça-feira a primeira parte de uma série de documentos confidenciais sobre as técnicas da agência norte-americanas para piratear e ganhar controlo sobre equipamentos informáticos e de comunicações.

A primeira parte de sete conta com mais de 8000 ficheiros e anexos.

A CIA ainda não reagiu.

A veracidade ainda está a ser atestada, embora quase todos os peritos de informática se inclinem para a natureza genuína dos dados agora tornados públicos.

“Acabei de falar com um antigo membro da CIA que me disse que o assunto era muito mau. Afirmou-me quem vai haver serias consequências no interior da Agência. Ele parecia-me um pouco perplexo. Ele afirmou ainda que ficária surpreso se não houvesse demissões na CIA por causa disto”, diz Raphael Satter, perito em cibersegurança.

Segundo a Wikileaks, as atividades seriam também realizadas a partir do consulado norte-americano em Frankfurt na Alemanha.

Stuart McClure, CEO da Cylance, firma californiana de segurança informática,escutado pela agência Reuters, afirmou que uma das revelações mais interessantes é a de que os agentes ‘hackers’ deixavam pistas para atribuir as intrusões a países como a Rússia, a China ou Irão.

No passado os Estados Unidos acusaram a Wikileaks de ter ligações a Moscovo, uma alegação negada pela organização fundada por Julian Assange.

Ministro turco volta a criticar a Alemanha e desta feita em território germânico

Turquia

Ministro turco volta a criticar a Alemanha e desta feita em território germânico