Última hora

Em leitura:

Conferência sobre a Síria debate ajuda humanitária e solução política


A redação de Bruxelas

Conferência sobre a Síria debate ajuda humanitária e solução política

Para levar ajuda humanitária a 13,5 milhões de sírios com necessidade urgente de apoio são precisos oito mil milhões de dólares (7, 4 mil milhões de euros), em 2017, segundo as Nações Unidas.

Essa ajuda e uma solução política para o conflito vão ser debatidas na Conferência sobre a Síria, terça e quarta-feira, em Bruxelas.

Mohammed Alhammadi, médico e coordenador sírio de ajuda humanitária, alega que continuam a ser cometidos crimes de guerra.

“Acabei de receber fotografias enviadas pela minha família na Síria, sobre uma área ao sul de Idlib, onde ocorreram ataques com armas químicas e muitas crianças foram mortas. Não consigo entender como podemos falar sobre uma solução política com alguém que está a usar armas químicas para atacar o que é suposto ser a sua população”.

Enquanto mantém esforços diplomáticos para obter novos corredores humanitários, as Nações Unidas confirmam que estão a trabalhar num plano de verdade e reconciliação.

“É vital que não digamos apenas que vamos levar as pessoas perante a justiça, mas garantir-lhes que estamos a reunir provas para serem apresentadas um dia, para que aqueles que cometeram crimes e violaram as leis sejam julgados”, disse Stephen O’Brien, subsecretário-geral da ONU e coordenador do Gabinete de Assuntos Humanitários.

A conferência também analisará as negociações para a paz em curso, sob égide da ONU, refere a correspondente da euronews, Isabel Marques da Silva.

“Além da ajuda humanitária, a comunidade internacional quer preparar a reconstrução da Síria no pós-guerra, algo que será discutido durante a reunião ministerial na quarta-feira. Mas as fontes diplomáticas são claras: essa estratégia só será apresentada uma vez que haja uma clara transição política”, explicou.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

A redação de Bruxelas

"Breves de Bruxelas": o futuro da Síria e de Gibraltar