EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Conferência sobre a Síria debate ajuda humanitária e solução política

Conferência sobre a Síria debate ajuda humanitária e solução política
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Ajuda humanitária para 2017 e uma solução política para o conflito na Síria vão ser debatidas na Conferência sobre a Síria, terça e quarta-feira, em Bruxelas. A ONU diz que são precisos oito mil milhõ

PUBLICIDADE

Para levar ajuda humanitária a 13,5 milhões de sírios com necessidade urgente de apoio são precisos oito mil milhões de dólares (7, 4 mil milhões de euros), em 2017, segundo as Nações Unidas.

Essa ajuda e uma solução política para o conflito vão ser debatidas na Conferência sobre a Síria, terça e quarta-feira, em Bruxelas.

Mohammed Alhammadi, médico e coordenador sírio de ajuda humanitária, alega que continuam a ser cometidos crimes de guerra.

“Acabei de receber fotografias enviadas pela minha família na Síria, sobre uma área ao sul de Idlib, onde ocorreram ataques com armas químicas e muitas crianças foram mortas. Não consigo entender como podemos falar sobre uma solução política com alguém que está a usar armas químicas para atacar o que é suposto ser a sua população”.

Enquanto mantém esforços diplomáticos para obter novos corredores humanitários, as Nações Unidas confirmam que estão a trabalhar num plano de verdade e reconciliação.

“É vital que não digamos apenas que vamos levar as pessoas perante a justiça, mas garantir-lhes que estamos a reunir provas para serem apresentadas um dia, para que aqueles que cometeram crimes e violaram as leis sejam julgados”, disse Stephen O’Brien, subsecretário-geral da ONU e coordenador do Gabinete de Assuntos Humanitários.

A conferência também analisará as negociações para a paz em curso, sob égide da ONU, refere a correspondente da euronews, Isabel Marques da Silva.

“Além da ajuda humanitária, a comunidade internacional quer preparar a reconstrução da Síria no pós-guerra, algo que será discutido durante a reunião ministerial na quarta-feira. Mas as fontes diplomáticas são claras: essa estratégia só será apresentada uma vez que haja uma clara transição política”, explicou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Competitividade jurídica em foco na reunião informal dos ministros da Justiça da UE

Descida alarmante do nível da água na barragem de Messara, em Creta

Novo estudo revela que cruzeiros poluem mais do que aviões e carros