Última hora

Em leitura:

Polícia sueca detém suspeito de atentado que matou quatro pessoas em Estocolmo


Suécia

Polícia sueca detém suspeito de atentado que matou quatro pessoas em Estocolmo

A polícia sueca anunciou a detenção de um homem, provavelmente o principal suspeito do atentado que matou, pelo menos, quatro pessoas na tarde desta sexta-feira em Estocolmo.

Este foi o mais recente de uma série de atentados terroristas com atropelamentos, na Europa. Além das quatro vítimas mortais, há ainda 12 feridos, incluindo duas crianças. Nove desses feridos estão em estado grave.

Um homem, ao volante de um camião alegadamente roubado, investiu contra um grupo de peões numa rua comercial da capital sueca, a Drottninggatan (Rua da Rainha) e chocou contra uma loja. O alerta à polícia foi dado pouco antes das três da tarde, hora local.

Segundo as informações da polícia, o homem detido é o mesmo que aparece numa fotografia que tinha sido divulgada, uma imagem captada pelas câmaras de segurança nos momentos seguintes ao ataque. Antes desta detenção, a polícia tinha já detido duas outras pessoas para interrogatório.

Segundo o jornal Aftonbladet, o homem terá mesmo confessado a autoria do ataque.

O governo já reagiu. O primeiro-ministro Stefan Löfven diz que não tem dúvidas de que se tratou de um atentado terrorista e mandou uma mensagem: Diz que “o terror nunca irá vencer”.

A segurança foi imediatamente aumentada, com um reforço do controlo das fronteiras. A polícia evacuou os edifícios do parlamento e do governo. O metro esteve também sem funcionar durante um tempo, como medida de precaução. Por enquanto, o ataque não foi reivindicado.