Última hora

Em leitura:

Pyongyang preparada para eventual agressão dos EUA


Coreia do Norte

Pyongyang preparada para eventual agressão dos EUA

Aumenta a tensão na península coreana.

As autoridades norte-coreanas condenaram o envio de uma frota naval norte-americana para a região e advertiram estar preparadas para responder a um “ataque preventivo”.

Em Pyong Yang reina a expectativa. Partidários do regime reagem.

“Não temos receio. Nos amamos a paz mas também não vamos suplicar por ela. Se alguém tentar nos provocar, vamos defender-nos da forma mais forte possível com o nosso próprio pode e vamos continuar a fazer as coisas da nossa maneira”, diz um homem.

“Os Estados Unidos não querem saber de testes de mísseis se os seus aliados como os reacionários japoneses e sul-coreanos o fizerem. Penso que os Estados Unidos não têm razão de queixa sobre o que os nossos militares fazem para autodefesa. Penso que os norte-americanos devem deixar de ter critérios diferentes”, explica uma mulher.

O presidente em exercício da vizinha Coreia do Sul alertou para a possibilidade de provocações ainda maiores por parte do norte.

Hwang Kyo-ahn ordenou às forças armadas para estarem ainda mais atentas.

A frota naval norte-americana é liderada pelo porta-aviões de propulsão nuclear USS Carl Vinson.

No sábado os norte-coreanos celebram o 107º aniversário do nascimento de Kim Il Sung, o pai fundador do país.

Esperam-se por isso novas ações militares de “teste”, como é hábito.

Venezuela

Oposição mobilizada contra Maduro