Última hora

Última hora

O que é a Quinta-Feira Santa

A Quinta-Feira Santa dá início aos quatro dias mais importantes do calendário litúrgico Cristão.

Em leitura:

O que é a Quinta-Feira Santa

Tamanho do texto Aa Aa

A Quinta-Feira Santa dá início aos quatro dias mais importantes do calendário litúrgico Cristão. É o dia em que se recorda a Última Ceia de Jesus Cristo com os discípulos e que antecede a celebração da morte, na Sexta-Feira Santa, e ressurreição de Jesus, no Domingo de Páscoa.

Dois momentos estão em foco durante a Quinta-Feira Santa.

Primeiro, dizem as Sagradas escrituras que Jesus celebrou a Última Ceia com os Discípulos e instituiu a comunhão (Lucas 22:19-20). Algumas igrejas observam um serviço religioso especial de comunhão nesse dia em memória da Ceia de Jesus com os Discípulos.

Segundo, Jesus lavou os pés dos Discípulos como um ato de humildade e serviço, estabelecendo um exemplo para as pessoas se amarem e servirem umas às outras.

Em Espanha são realizadas grandes procissões, especialmente em Sevilha, o centro da Semana Santa espanhola, que também atrai muitos turistas. Veja este vídeo em 360º.

Em Itália, existem diferentes tradições em muitas cidades. Por exemplo, em Nápoles come-se sopa de mexilhões. Nalgumas áreas da Toscana há um pão especial chamado “pan di ramerino”. Em todo país, pessoas visitam “campas” e lavam os pés. Em Roma, a tradição litúrgica da Quinta-Feira Santa, que está ligada ao lava-pés, é celebrada uma vigília de 40 horas com 213 velas em memória do chamado “descanso de Cristo” na igreja Santa Maria dell’Orto.

No Reino Unido, a Rainha costuma distribuir pequenas moedas de prata. Todos os anos, a monarca visita diferentes catedrais para distribuir o que os britânicos chamam “Maundy Money”. O número de pessoas que as recebem reflete a idade da Rainha, que este ano Isabel II faz 91 anos.

Em França, os crentes voluntariam-se para os seus pés serem lavados pelos padres. O centro das celebrações é a cidade santa de Nossa Senhora de Lurdes. O Santuário preparou uma ligação em direto com as cerimónias. Também em França, o padres visitam prisões e lavam os pés dos reclusos.