Última hora

Liga dos Campeões: A nova missão impossível do Barcelona

O Barcelona precisou de uma reviravolta nunca antes vista no mundo do futebol para garantir um lugar nos quartos-de-final da Liga dos Campeões e volta a precisar de uma exibição de gala caso queira de

Em leitura:

Liga dos Campeões: A nova missão impossível do Barcelona

Tamanho do texto Aa Aa

O Barcelona precisou de uma reviravolta nunca antes vista no mundo do futebol para garantir um lugar nos quartos-de-final da Liga dos Campeões e volta a precisar de uma exibição de gala caso queira deixar pelo caminho a Juventus, depois de ter perdido por 3-0 em Turim.

Tal como tinha acontecido após a derrota de Paris, não faltaram vozes a dar a eliminatória por sentenciada mas Luis Enrique certamente não é uma delas:

“Com o resultado da primeira mão, já não temos nada a perder nesta eliminatória. Isso quer dizer que já não sentimos qualquer pressão. Os nossos rivais estão muito próximos do apuramento por isso eles é que têm de decidir se vêm defender ou atacar. Eles é que vão ter de tomar uma série de decisões importantes durante o encontro. Nós só temos uma opção: atacar, atacar, atacar!”

A teoria é fácil, a prática promete ser bem mais complicada uma vez que a equipa espanhola terá pela frente a melhor defesa da competição, com apenas dois golos sofridos nos oito desafios efetuados esta temporada na liga milionária. A Vecchia Signora tem mostrado que é uma séria candidata ao título europeu, que já não festeja desde 1996, e pretende vingar a derrota sofrida na final de 2015, precisamente para o Barcelona.

No outro jogo de quarta-feira, o Mónaco recebe o Borussia Dortmund no Estádio Luís segundo e todo o favoritismo está do lado dos franceses depois da vitória por três bolas a duas na Alemanha.