Última hora

Em leitura:

Turquia: Mais de 800 pessoas detidas


Turquia

Turquia: Mais de 800 pessoas detidas

Oitocentos e três detidos na Turquia esta noite e o número continua a somar porque a lista de nomes tem mil entradas. As operações de detenção atravessam as 81 províncias turcas, os detidos serão todos conduzidos à capital, Ancara.
Motivo: ligações ao clérigo turco Fethullah Gulen, exilado nos Estados Unidos. Objetivo: atingir a rede da estrutura de Gullen nas forças policiais.

Recep Tayyp “Erdogan continua a purga interna iniciada após o golpe de Estado falhado em Julho“http://pt.euronews.com/2016/11/03/turquia-a-purga-continua . 40 mil é o número de pessoas detidas até à data, mais 120 mil despedidas ou suspensas de funções.

O Conselho da Europa decidiu voltar a uma observação próxima das decisões de Ancara, manifestamente preocupado com “o respeito pelos direitos humanos, a democracia e o Estado de Direito.”

Ora o Estado de Erdogan reforçou e ampliou os poderes constitucionais da Presidência num referendo polémico este mês. “O Presidente rejeita a decisão do Conselho Europeu, diz ser a islamofobia europeia a manter o país à distância e que não vai esperar para sempre“http://pt.euronews.com/2017/04/25/erdogan-critica-conselho-da-europa-por-colocar-a-turquia-sob-observacao. Entretanto prefere apontar fragilidades e vai referindo a “paz de espírito” que o Brexit trouxe ao Reino Unido e a vontade de bater com a porta à UE da candidata presidencial francesa Marine Le Pen.

Esta é uma semana crítica para as relações Turquia-União Europeia, com os legisladores da UE a debater sobre os laços possíveis esta quarta-feira, enquanto os ministros dos Negócios Estrangeiros do bloco europeu reunirão na sexta.

Protestos contra instalação do sistema de defesa antiaérea THAAD

Coreia

Protestos contra instalação do sistema de defesa antiaérea THAAD