Última hora

Em leitura:

Itália: ONGs sob suspeita de facilitarem tráfico humano


Itália

Itália: ONGs sob suspeita de facilitarem tráfico humano

O primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, pediu, este sábado, um inquérito às organizações não-governamentais que ajudam no resgate de migrantes no Mar Mediterrâneo.

A polémica estalou, em Itália, depois das declarações do procurador italiano da Catânia, Carmelo Zuccaro, que afirmou ter conhecimento de que algumas destas organizações são financiadas pelos passadores.

“Na minha opinião, essas ONGs podem estar a ser financiadas pelos contrabandistas – algumas delas… Temos que fazer as distinções certas. Tenho conhecimento de contactos diretos. Hoje, esse tráfego vale tanto quanto o mercado de drogas. Algumas ONGs têm finalidades diferentes, inclusive, por exemplo, a desestabilização da economia italiana”, afirmou o procurador da Catânia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Angelino Alfano, saiu já em defesa de Zuccaro, que será investigado pelo Conselho Superior de Magistratura, devido às suas declarações.

Carmelo chefia uma equipa que investiga todos os aspetos legais da crise migratória, em particular, as atividades das ONGs, muitas delas, com pouco tempo de existência.

Em fevereiro, alguns responsáveis da Frontex sugeriram que alguns grupos sem fins lucrativos estão a apoiar, indiretamente, as redes de tráfico humano que cobram aos refugiados e migrantes somas avultadas para chegar à Europa.

Egito

Papa Francisco: "O único extremismo dos crentes deve ser o da caridade"