Última hora

Em leitura:

Crise dos refugiados: Mais 243 desaparecidos no Mediterrâneo


Itália

Crise dos refugiados: Mais 243 desaparecidos no Mediterrâneo

O Mediterrâneo volta a ser a sepultura para muitos dos que tentam entrar na Europa. 245 refugiados e migrantes morreram nas últimas 24 horas quando faziam a travessia da Líbia e Itália. Os números são avançados pelo Alto Comissariado da ONU para os refugiados.

A Guarda Costeira líbia conseguiu resgatar sete pessoas de uma das embarcações que se afundava. Na sexta-feira uma lancha semi-rígida que seguia em direção à costa italiana naufragou com 132 pessoas a bordo.

A Guarda Costeira italiana resgatou 50 migrantes e refugiados, mas perdeu o rasto a 82 pessoas que estavam no bote que se afundou.

Só este ano, cerca de 1300 pessoas morreram ao tentar chegar às costas europeias. A rota do Mediterrâneo central continua a ser a mais concorrida e a mais mortífera.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Reino Unido

Jeremy Corbyn: eleições antecipadas não são referendo ao Brexit