Última hora

Em leitura:

Dançar com os deuses indianos: Rituais Theyyam em Kerala


Cult

Dançar com os deuses indianos: Rituais Theyyam em Kerala

Os sons dos tambores remontam a milhares de anos – estamos em Kerala, um estado no sul da Índia na costa de Malabar. Aqui o culto de Theyyam ainda está vivo – é uma forma de ritual com várias tradições milenares – acredita-se que tenha origens no neolítico.

Estes rituais intensos, praticados na região de Malabar, no norte de Kerala, estão enraizados no mundo natural. Mais de 400 antigos rituais retratam as façanhas de deuses e deusas, espíritos, antepassados, heróis, animais e árvores. Realizado num espaço aberto, o público envolve a pessoa que desenvolve o ritual numa experiência imersiva.

Balan realiza rituais Theyyam desde os 12 anos, hoje em dia passa o conhecimento ao neto. Não há escolas para ensinar as tradições Theyyam. Os ensinamentos começam na tradição gurukul – um tipo de escola onde os alunos (shishya) vivem perto do guru. Há mais de 300 anos que a família Krishnan organiza este ritual na propriedade da família.

“O meu bisavô, o meu avô, o meu pai. Há três gerações que a nossa família tem a tradição dos rituais Theyyam na nossa casa ancestral. As pessoas vêm de longe. A felicidade delas é a nossa felicidade. Se tiverem uma criança, por exemplo, devido às orações, oram por nós também. Deus vai abençoá-los. E a sua bênção será a nossa também”, explica o sacerdote Krishnan.

Os preparativos começam horas antes e as roupas são feitas com folhas de palmeira. Todos os trajes vêm da natureza. Rompendo com os papéis tradicionais, os performers de Theyyam são das castas inferiores da sociedade hindu.

À medida que a escuridão desaparece para dar lugar à luz do dia, o silêncio toma conta da multidão. O ritmo dos tambores leva a um estado de transe. Acredita-se que deixa de existir enquanto homem e dá lugar à divindade. O desempenho do ritual Theyyam pode durar até 24 horas, até o amanhecer. A multidão vem em busca de bênçãos do divino – através de uma dança divina.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Semana da Música de Tallin: À descoberta de novas sonoridades

Cult

Semana da Música de Tallin: À descoberta de novas sonoridades