Última hora

UE quer maior cooperação com África para parar fluxo migratório

O presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki, esteve reunido com os ministros europeus.

Em leitura:

UE quer maior cooperação com África para parar fluxo migratório

Tamanho do texto Aa Aa

Os países da União Europeia querem mais empenhamento, por parte dos Estados de África, para travar os fluxos migratórios para a Europa. Isso mesmo foi dito ao presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki, na reunião com os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE, em Bruxelas.

No entanto, as discussões entre os dois continentes vão muito para além dessa questão, como frisou a alta representante para a política externa da União, Federica Mogherini: “Estamos a passar de um apoio centrado apenas na ajuda a uma verdadeira parceria em todos os campos, das alterações climáticas à segurança, ao desenvolvimento económico, às migrações e, obviamente, ao apoio humanitário”, disse a chefe da diplomacia europeia.

Os ministros do Interior de Itália e da Alemanha, Marco Minniti e Thomas de Maziere pediram mais ajuda da União Europeia à Líbia, para que possa estabilizar a fronteira sul, por onde passam muitos dos migrantes que acabam na Europa. Só este ano, chegaram 45,000 pessoas por mar, à Europa, vindas do norte de África. 1200 morreram durante a travessia.