Última hora

Em leitura:

Supremo autoriza investigação a Michel Temer


Brasil

Supremo autoriza investigação a Michel Temer

O Supremo Tribunal Federal brasileiro autorizou a abertura de uma investigação ao Presidente Michel Temer.

O caso foi despoletado pelo jornal “O Globo”, que noticiou que o chefe de Estado brasileiro autorizou o pagamento de um suborno ao ex-deputado Eduardo Cunha, pelo seu silêncio.

Em declarações, esta quinta-feira, aos jornalistas, Temer negou as acusações:

“Em nenhum momento autorizei que pagassem, a quem quer que seja, para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém. Não renunciarei. Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo uma investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro”.


Na sequência destas revelações, de alegado suborno ao antigo senador Eduardo Cunha, o deputado brasileiro Alessandro Molon formalizou o primeiro pedido de destituição de Temer.


Na noite de quarta-feira, milhares de pessoas saíram às ruas de São Paulo pedindo a demissão do presidente brasileiro. Os protestos continuaram esta quinta-feira, também noutras cidades, incluindo o Rio de Janeiro.


O novo escândalo político agitou também as bolsas, o principal índice brasileiro chegou a cair dez por cento e a sua negociação esteve suspensa.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

EUA

Ministro russo nega revelações secretas de Donald Trump