Última hora

Em leitura:

Polícia grega investiga ataque com envelope-bomba contra ex-PM


Grécia

Polícia grega investiga ataque com envelope-bomba contra ex-PM

A polícia grega continua a investigar a autoria do atentado com um envelope bomba que feriu ontem o ex-primeiro-ministro Lucas Papademos.

A ação não foi ainda reivindicada, mas as autoridades suspeitam de um novo ataque do mesmo grupo responsável por enviar o mesmo tipo de explosivo ao FMI em Paris e ao ministério das Finanças alemão, em Março. Trata-se do primeiro ataque a visar um político no país, em sete anos, desde uma ação similar que matou um guarda no ministério da proteção civil em Atenas.

Segundo um ex-ministro grego:

“Este tipo de incidentes acontecem em quase todos os países europeus. Penso que é necessário mais cooperação internacional para lidar com este problema. Na minha opinião estamos todos em perigo face à ameaça destes problemas e do terrorismo islâmico. Um ataque contra um antigo primeiro-ministro é um mau sinal”.

Papademos, ferido ao nível do abdómen e de uma perna, encontra-se livre de perigo, devendo permanecer mais 48 horas no hospital.

O tecnocrata tinha sido responsável do governo interino durante o pico da crise da dívida grega há cinco anos.

Bélgica

UE relativiza "maldade" de Trump contra a Alemanha