Última hora

Última hora

Países mais pacíficos do mundo: Portugal sobe ao top 3, Brasil em queda

Instituto para a Economia e Paz, sediado na Austrália, publicou a tabela atualizada para este ano dos países mais seguros do mundo e nós mostramos-lhe a evolução lusófona.

Em leitura:

Países mais pacíficos do mundo: Portugal sobe ao top 3, Brasil em queda

Tamanho do texto Aa Aa

Portugal (representado na foto pela Praça da Oliveira, em Guimarães) subiu dois lugares e fecha agora o top 3 da tabela dos países mais pacíficos do mundo, no relatório anual do Índice Global da Paz de 2017.

A Islândia mantém-se como líder dos mais pacíficos e a Nova Zelândia, tal como Portugal, também melhorou duas posições e agora é a segunda no estudo promovido pelo Instituto para a Economia e Paz, sediado na Austrália.

No top 5, destaque para a queda da Dinamarca do segundo lugar de 2016 para o atual quinto lugar.

Nos restantes países de língua oficial portuguesa (CPLP), destaque também para Timor-Leste. Mais de um quarto de século após o massacre de Díli e em desenvolvimento gradual há quinze anos, Timor-Leste subiu dois lugares este ano no índice da paz e ocupa a 53.a posição entre os 163 países avaliados.


Guiné Equatorial e Angola mantêm as posições de 2016. O mais recente membro da CPLP é 61.°, enquanto Angola, em ano de eleições, continua no 100.° lugar.

Moçambique registou a maior queda lusófona na tabela — 10 lugares — e ocupa agora o 78.° lugar.


O Brasil, a sofrer de instabilidade política e social há anos, com escândalos a afetar os últimos presidentes, caiu três posições e ocupa agora o 108.°.

O último dos países lusófonos na tabela é a Guiné-Bissau, no 122.° lugar, no índice global da paz.


Os piores classificados entre os 163 países avaliados são, sem surpresa, o Iémen, o Sudão do Sul, o Iraque, o Afeganistão e, por fim, a Síria.