Última hora

Fisco espanhol aceita trocar prisão de Leo Messi por multa de 252 mil euros

Autoridade Fiscal espanhola revela disponibilidade em alterar castigo do jogador, após fraude de 4,1 milhões de euros, e agora cabe à Audiência de Barcelona decidir como prosseguir.

Em leitura:

Fisco espanhol aceita trocar prisão de Leo Messi por multa de 252 mil euros

Tamanho do texto Aa Aa

A Autoridade Fiscal espanhola aceita susbtituir a pena de 21 meses de prisão de Lionel Messi por uma multa de 252 mil euros, avança a impresna, citando fontes jurídicas.

O jogador argentino, que cumpre 30 anos este sábado (24 de junho), e o pai, Jorge Horacio Messi, viram confirmadas em maio, pelo Supremo Tribunal, as condenações, respetivamente, a 21 e a 15 meses de prisão, por defraudar o fisco espanhola em 4,1 milhões de euros nos exercícios de 2007, 2008 e 2009. A execução da pena cabe à Audiência de Barcelona.

A “Fiscalía”, adianta a Efe, apresentou quinta-feira diante da oitava secção da Audiência de Barcelona uma solicitação em que se mostra favorável à troca da pensa de prisão dos Messi por uma multa — de 252 mil euros, a Lionel, e 180 mil euros, a Jorge — desde que seja imposta a cota máxima de 400 euros diários, o que resulta numa soma total de cerca de 252 mil euros.

A Audiência catalã terá agora de decidir se executa a pena já decidida ou se a substitui pela multa.


Os portugueses Cristiano Ronaldo e José Mourinho também estão acusados de evasão fiscal em Espanha.

O melhor e mais bem pago futebolista do mundo e o atual treinador do Manchester United são representados pela Gestifute, a empresa do “súper agente” Jorge Mendes, através da qual terão sido envolvidos num alegado esquema de movimentação de rendimentos denunciado em dezembro passado numa operaçao jornalística conhecida como “Football Leaks” e que mereceu uma investigação das autoridades espanholas.



Através da página oficial da Gestifute, Ronaldo e Mourinho fizeram saber nada temer. O jogador foi ainda assim convocado para prestar declarações perante a justiça espanhola a 31 de julho e o treinador divulgou alguns documentos em que a autoridade tributária declarava tudo em ordem com as respetivas contribuições fiscais.