Última hora

Turquia apoia Qatar contra ultimato de países árabes

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan afirmou que não vai aceitar o pedido para a Turquia encerrar uma base militar no Qatar e considerou que o ultimato apresentado por quatro países árabes ao emirado do Golfo, acusando-o de "apoiar o terrorismo", era "contrário ao direito internacional".

Em leitura:

Turquia apoia Qatar contra ultimato de países árabes

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan afirmou, domingo, que não vai aceitar o pedido para a Turquia encerrar uma base militar no Qatar e considerou que o ultimato apresentado por quatro países árabes ao emirado do Golfo, acusando-o de “apoiar o terrorismo”, era “contrário ao direito internacional”.

“Nós aprovamos e apreciamos a atitude do Qatar contra a lista de 13 exigências. Consideramos que estas 13 exigências vão contra o direito internacional,” afirmou Recep Tayyip Erdogan.

“Pedir à Turquia que retire as suas tropas (do Catar) é uma falta de respeito com a Turquia,” acrescentou o presidente Erdogan.

Entre as 13 exigências apresentadas ao Qatar, por Arábia Saudita e aliados, estão o encerramento do canal televisivo Al Jazeera e o restringir das relações com o Irão.

A 5 de junho, Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Bahrein cortaram relações diplomáticas com o Qatar, que acusaram de apoio ao terrorismo, na mais grave crise regional desde a guerra do Golfo de 1991.